Tema Acessibilidade

Reflexo da Atualidade

Observar a humanidade correr da verdade, é meio que cômico.

O amor é um sentimento artificial

Era digital, aqui nada é real

O ser humano preferiu ser plástico

E estão queimando fora do normal.

Tem cheiro de morte o ar que nós respira

E o nosso peito clama por vida

Eu sou apenas mais um peregrino

Seguindo o caminho pra terra prometida.

Seres humanos viraram manequins

E na vitrine encontraram o fim

Muitas pessos só vivem de imagem

Não sabem quem são e nem pra onde ir.

Só passo e observo e assisto calado

A cada cena mais um espetáculo

Somos valorizados pelo o que temos

E o que somos é posto de lado.

Todo dia o ser humano sofre

Já deve estar bem perto do pódio

Vai na fé e não brinca com a sorte

Nem sempre o resultado é lógico.

O papel é o nosso combustível

Tendo MUITO o "mundo" é nosso

Infelizmente, tudo é fictício

Menos a fé e o amor.

A nossa guerra é contra o tempo

Nunca paramos, apenas corremos.

Copyright © 2023. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±1000 visualizações •
Denuncie conteúdo abusivo
Valdemir Junior ESCRITO POR Valdemir Junior Compositor
Matriz de Camaragibe - AL

Membro desde Janeiro de 2020

Comentários


Outros textos de Valdemir Junior

Música
Borboleta
Quando o amor de sua vida se vai, ainda existe uma esperança de verão.
Reflexões
O Que eu Quero?
Minha juventude transviada.